"Uma oração sem fé é uma fórmula vazia. Quem é tolo a ponto de perder tempo pedindo algo em que não crê?
A fé é o manancial; a oração, o riacho. Como pode correr o riacho se o manancial está seco?"
(Santo Agostinho)

domingo, 26 de Dezembro de 2010

ORAÇÃO A NOSSO SENHOR JESUS CRISTO


Ó Jesus meu, filho amoroso da Santíssima Virgem Maria e ao mesmo tempo Filho único de Deus; Deus verdadeiro e eterno, junto com o Pai que no seio da sua natureza infinita Vos formou, dando-Vos o Seu próprio ser, e com o Espirito Santo, procedente do Pai e de Vós, espirito de ambos e subsistente amor Vosso, eu Vos adoro e reconheço pelo meu único e verdadeiro Deus, Criador do Universo ao qual conservais e governais com infinita sabedoria, bondade soberana e supremo poder! Suplico-vos, Senhor, pelos méritos da Vossa Sacratíssima humanidade, que me purifiqueis com o Vosso sangue, de todos os meus pecados; que derrameis sobre mim a abundância do Vosso Espirito junto com as virtudes e os dons; que me concedais a graça de crer e esperar em Vós de amar-Vos sobre todas as coisas, de que todas as minhas acções sejam merecedoras da vida eterna, e a graça, sobre todas apreciável, de possuir-Vos eternamente na glória com os Vossos anjos e santos. Amen.

(Por decreto do Santo ofício de 22 de Janeiro de 1914, Sua Santidade o Papa São Pio X se dignou conceder in perpetuum 100 dias de indulgência, aplicáveis em sufrágio ás almas do purgatório, a todos os fiéis que devotos e contritos, rezarem uma vez ao dia a oração anterior)

Retirado de: A Suma Teológica em Forma de Catecismo

2 comentários: